VICTOR FROILANO BACHMANN DE MELLO (in memoriam)

15/05/1926 – 01/01/2009

Nascido em GOA, Índia Portuguesa.
Nacionalidade BRASILEIRA, Naturalidade PORTUGUESA.
Profissão: Engenheiro Civil, Professor Catedrático.

Estudos preparatórios em Colégio Inglês (secundário, 06/37-12/41)

Colégios Universitários Americanos na India (Allahabad e Lahore) (01/42 – 03/44) em Física, Matemáticas, Químicas(Inorgânica, Orgânica).

Engenharia Civil: M.I.T. Cambridge, U.S. A (1944 – 48).

BACHARELADO, B.Sc.CIV.ENG’G (06/46);

MESTRADO, M. Sc. (09/46) – “Resistência ao cisalhamento de Argilas” – Tese;

DOUTORAMENTO, D. Sc. (Geotecnia, Estruturas, Hidráulica – Hidrelétrica):

Exames Gerais (03/47);

Tese e Grau (12/48): ENG. CIVIL, especialização GEOTECNIA.

INVESTIGADOR ASSOCIADO, M.I.T.(9/46-7/49) : Solidificação química dos solos (Patente Invenção n°US 2651619); pesquisas: Resistência ao cisalhamento das argilas.

PROFESSOR EM ENG. GEOTÉCNICA (Aposentado 1988), nas:

UNIVERSIDADE MACKENZIE:

(a) Escola de Engenharia (1951 – 62),

CATEDRA vitalícia por concurso 1956.

DIRETOR (1961-62).

(b) Fac.Arquitetura, titular (1954 – 56), introdutor da disciplina de Geotecnia.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO:

(a) Fac. Arquitetura e Urbanismo (1951-88),

CÁTEDRA vitalícia por concurso 1967.

(b) Escola de Engenharia São Carlos (1956-67), titular, fundador das disciplinas.

(c) Escola Politécnica (1969-88), titular.

(d) Fac. de Geociências (1967-69), titular, fundador da disciplina.

UNIVERSIDADE FUNDAÇÃO ARMANDO ÁLVARES PENTEADO (FAAP) (1968-79), titular, fundador das disciplinas.

MASSACHUSETTS INSTITUTE OF TECHNOLOGY (M.I.T.):

Prof. Senior Visitante, Pós-Graduação (1966-67), em substituição ao Titular. Atuação estendida por cinco anos a cada passagem por Boston por sete a dez dias.

DISTINÇÕES, CONFERENCISTA HOMENAGEADO, TEMA CONVIDADO OU DE ESCOLHA LIVRE.

  • 2005 “Carreira (Entrevista)”. REVISTA TÉCHNE (PINI), No 105, Dez. 2005, pp. 14-15.
  • 2005 “Instabilizações de taludes, por infiltrações, drenagens, e equilíbrio força-deslocamento: erros históricos; correções”. IV COBRAE, Set. 2005, …………………………………………..
  • 2004 “Profissões apaixonadamente abraçadas e cultuadas; ou manietadas por normas, códigos, Isos, arcaicos incompreendidos inquestionados?”. SEFE V, Nov. 2004, São Paulo – SP, Vol. 1, pp. 1-32.
  • 2004 “ Landslides By Maximized Infiltration: Fundamental Revision of Stability Calculations and Stabilizing Drainages” . (“Deslizamentos de taludes por infiltração maximizada: revisão fundamental dos cálculos de estabilidade e das drenagens estabilizantes”). IX ISL (Int. Symp. on Landslides), 28 Jun – 02 Jul. 2004, Rio de Janeiro – RJ, RETIRADO DE APRESENTAÇÃO PELOS AUTORES POR DESAVENÇA COM O RELATOR DO TEMA.
  • 2004 “ Reappraising Historical Coincidences that Radically Misled Slope Destabilization Analyses of Homogeneous Earth Dams”. (“Reapreciando coincidências históricas que desviaram radicalmente as análises de instabilizações de barragens homogêneas de terra”). Advances in Geotechnical Engineering, THE SKEMPTON CONFERENCE (ICE), London/UK, 29-31 Mar. 2004, Vol. 2, pp. 881-897.
  • 2004 “Taludes instabilizados por percolações, e correção visceral das análises correntes e das drenagens estabilizantes significativas”. REVISTA GEOTECNIA (SPG), No 100, Mar. 2004, pp. 57-79.
  • 2004 “Segredos do solo” (Entrevista). REVISTA TÉCHNE (PINI), No 83, Fev. 2004, pp. 28-31.
  • 2004 “Opening renewed and continually renewing vistas for geotechnique through widespread diffusion of simplest Statisctics-Probabilities (SP) with nominal Confidence Intervals (CI).” / ( “Abrindo vistas renovadas e continuamente renovantes para a geotecnia pela ampla difusão da mais simples Estatística-Probabilidades (EP) com Intervalos de Confiança (IC) nominais.”) International e-Conference on Modern Trends in Foundation Engineering – Geotechnical Challenges and Solutions, 26-30 Jan. 2004, Chennai – India, Site: www.ecfg.iitm.ac.in,
  • 2002 “Reconstruindo bases para a geotecnia prática comparativa difundindo estatística-probabilidades (E.P.) simples e convidativas para tudo”. XII COBRAMSEG, Outubro de 2002, São Paulo – S.P. – Vol.2 – pp. 1271-1294.
  • 2002 “Barragens de maciços granulares, prejudicadas nas comparações por práticas e conhecimentos preliminares descarta(dos)(veis) há algum tempo”. GEOSUL’2002, II Seminário de Prática de Engenharia Geotécnica da Região Sul, Julho de 2002, Joinville – SC, pp. 11-35.
  • 2002 “Estatística-Probabilidades (E.P) básicas para a indispensável racionalização do caos das múltiplas “Escolas de soluções” na geotecnia”. 8o Congresso Nacional de Geotecnia, Lisboa, Portugal – Vol. 4, pp. 2319-2345 – SPG, LNEC.
  • 2001 “Principais ilusões, alçapões e iniciativas inconseqüentes nas quantificações correntes de avaliações de riscos”. Simpósio Riscos Associados a Barragens, Julho de 2001, São Paulo, SP, Brasil – CBDB, Núcleo Regional de São Paulo – Publicado em CD-ROM em Março de 2002 – Painel de Avaliação, pp. 247-268.
  • 2000 “Ilusões, tropeços e iniciativas inconseqüentes nas quantificações de avaliação de riscos”. XX Congresso Intern. de Grandes Barragens – Beijing/ China – ICOLD – Vol. I – pp. 51-77
  • 2000 “Deleite em decisões holísticas de obras civis-geotécnicas”. – Ground Engineering 2000 – pp. 09-10 – Supplement., London/U.K.
  • 2000 “Velocidades de recalques de adensamento afetando comportamentos aceitáveis de edifícios” – Jubileu Terzaghi Oration – Nov. 00
  • 1999 “Reflexões sobre unificações lógicas necessárias de receitas básicas geotécnicas : exemplos simples” – Livro Homenagem a José Antonio Jiménez Salas – Geotecnia no ano 2000 – pp.07-16 , ESPANHA.
  • 1999 “Engenharia Geotécnica para o 3o Milênio: UM COMEÇO RENOVADO” Iguaçu, Conferência na Sessão Especial Histórica, XI PCSMGE, Vol. 4, pp. 119-157.
  • 1999 “Apreciação de Hipóteses não colhidas ou perseguidas. Merecem revogação ou replanteio?“ GEOTECHNICS 2000, Livro especial da A.I.T, Developments in Geotechnical Engineering – pp. 355-372, Bangkok, Tailândia.
  • 1998 “Recurso convencional da recarga de lençol freático junto a escavações, e suas falácias freqüentes”. Proc. World Tunnel Congress’98 – S.Paulo-Brasil, Abril, pp.423-428 – Eds. Arsenio Negro Jr., Argimiro A. Ferreira.
  • 1998 Prefácio do Livro – “O uso de concreto rolado” , F.A.R. Andriolo, S.Paulo, Oficina de Textos, Editores.
  • 1998 “Aplicação convencional de realimentação do lençól d’água junto a escavações profundas” Congresso de Túneis, S.Paulo, Brasil, pg. 423-428, Eds. Arsênio Negro Jr., Argimiro A. Ferreira
  • 1997 “Túneis em Solos e Rochas Alteradas”. Academia Argentina de Engenharia – Out/97
  • 1997 “Hipótese histórica crítica de ensaios e parâmetros em geotecnia”. Congresso Paraguai, COINGE, Julho
  • 1997 “ Instabilizações de nossos taludes tropicais decompostos : conceitos esquematicamente reapreciados” – II COBRAE , Rio de Janeiro – Vol.3 – pp.357-370
  • 1997 “Solos Tropicais na Ciência para o Desenvolvimento Sustentável” – TWAS, Congresso do 3o Mundo, Setembro, Rio de Janeiro – “Workshop on Tropical Soils” – Academia Brasileira de Ciências – pp. 127-142.
  • 1997 “Reabrindo questões sobre barragens granulares, projeto/comportamento” – Conferência Tema – Conf. Intern. 40o Aniv. MÉXICO , Julho, pg. 81-107
  • 1997 “Fundações por estacas : Previsões e controles tradicionais reapreciados mediante estatística”- 6o Cong.Nacional de Geotecnia, Set. pg. 881-896, Vol.2, Lisboa, PORTUGAL.
  • 1997 “Fundações por estacas: Previsões e controles tradicionais reapreciados mediante estatística”- Simp. Intern. Desenvolv. Recentes em Solos e Pavimentação, S.Paulo, Brasil, BALKEMA, pg. 117-130
  • 1997 Relato Geral : tema IV -” Modificações de Conceito e Critérios em Projeto e em Construção Visando Economicidade”, XXII Sem. BRASCOLD, vol.3, pg. 115-168, Abril (CESP, Vol II) , S.Paulo
  • 1997 “Inclusão de cunhas de redistribuição de tensões em barragens de enrocamento com núcleo centrado”-, XXII Sem. BRASCOLD, vol.2, pg.233-243 – S.Paulo
  • 1997 “Da importância de resgatar o passado, no caso de incidentes em barragens : o exemplo de Santa Branca”, XXII Sem. BRASCOLD, vol.1, pg.229-245 – S.Paulo
  • 1996 Personalidade de Fundações e Solos 1996, eleito pelo Sindicato dos Engenheiros de SP. MEMBRO Conselho Tecnológico do SEESP.
  • 1996 A convite especial da ABMS/NRSP e da ABEF, Prefácio do Livro “Fundações : Teoria e Prática no Brasil” .
  • 1995 Eleito Membro da Academia Nacional de Engenharia, ARGENTINA. Conferência “Falácias en rotinas del NATM (RSST) Rapid Shotcrete Supported Tunnelling, y sus perspectivas promisoras”. North American Tunnelling”96 – Vol. I, pp. 123-132 , Balkema ; Tunnels & Tunnelling, Jul.Sept/96.
  • 1995 Perfil “Homem de Construção” da Revista O EMPREITEIRO Junho, ano XXXII, n° 323, pg. 50 “A mecânica do desafio à engenharia “.
  • 1995 Aula inaugural de celebração do 40° Aniv. da EESC, São Carlos,” Reapreciando Problemas e Desafios em Geomecânica” – pp. 01-38.
  • Conferência Especial, 10° Congresso COBRAMSEF/1° Congresso SB Mecânica das Rochas, “Problems and Challenges of Geomechanics Revisited” vol. pós-Congr., pgs 115-142.
  • 1994 3° TERZAGHI ORATION, láurea máxima quadrienal da Intern. Soc. Soil Mech. Found. Eng’g., 13° Congresso Intern. ISSMFE, Nova Delhi, “Revisiting our origins”(vol. 6, Balkema), pp. 13-34.
  • 1993 Nomeado membro das Comissões Técnicas da Intern. Com. on Large Dams, ICOLD, para elaboração dos Boletins sobre: a) DAM FOUNDATIONS  / b) RESERVOIR SLOPE DESTABILIZATIONS.
  • 1993, Dez. Medalha Comemorativa do Centenário da Criação da Escola Politécnica, USP, “por seus relevantes serviços prestados”.
  • 1993 Conferência de abertura, 2° Intern. Seminar on Soil Mechanics and Foundation Eng’g. of IRAN, Teheran, Out., vol. pgs 1-51.
  • 1993 1° Conferência ODAIR GRILLO da ABEF, Agosto. “Revisitations on Sample Foundation Designs”. Publ. n° Especial SOLOS E ROCHAS, vol. 18, n° 2, Agos. 1995, pg. 75-92.
  • 1993 Keynote Lecturer, 2° Intern. Conf. Deep Foundations on Bored and Auger Piles, Ghent, Belgium; publicação em co-autoria com N. Aoki: “Updating Realism on large-diameter bored piles”, Balkema pgs. 35-42
  • 1992 Conferência Especial de Abertura do US/Brazil Geotechnical Workshop, Belo Horizonte, Nov. 1992 “Revisiting Conventional Geotechnique after 70 Years”. Vol.Esp. pg. 22-61.
  • 1992 Conferência Especial Convidada, Simpósio de Barragens de Enrocamento com Face de Concreto, BRASCOLD-COPEL, Paraná, “Barragens de Enrocamento com Membrana Impermeável de Montante – Histórico, Concepção, Evolução e Involuções “pg. 49-69 ( publicado em Dez 1995 ).
  • 1991 Eleito Membro da Academia Nacional de Engenharia, BRASIL.
  • 1991 Eleito Membro da Academia Nacional de Ciências Exactas, Físicas y Naturales, ARGENTINA.
  • 1991 Eleito Membro ORDEM DOS ENGENHEIROS DE PORTUGAL n° 26689.
  • 1991, Jan., 1. LIFE-MEMBER, FELLOW, American Society of Civil Engineers.
  • 1991 Discussões – 17th ICOLD (Congresso Internacional de Grandes Barragens) – Vienne – V.5 pp. 93-94, 270-271, 484, 542-543, 554-555, 571-572, 588-589, 611-614.
  • 1989 Homenageado com a publicação do volume DE MELLO VOLUME, 588 pgs., 51 contribuições técnicas de autoridades mundiais, por ocasião dos exatos 40 anos de vida profissional no Brasil no dia 14 /Ago/89, abertura do Congresso Internacional.
  • 1989 ICSMFE, Rio de Janeiro, Vol. 5p.2771-2 “Presentation of the Kevin Nash gold medallist, and award” ao Prof. E.E.de Beer.
  • 1989 Co-autor da “SPECIAL LECTURE C: EMBANKMENT DAMS AND DAM FOUNDATIONS” com Oscar A. Vardé et al, especificamente cap. 5 “LESSONS OF ADJUSTMENTS TO TROPICAL SAPROLITES AND LATERITES “ 12° Cong. Intern. ICSMFE, Rio de Janeiro, Vol. 4 pg. 2180-2198.
  • 1988 Prêmio Revista Geotecnia relativo ao ano de 1987 pelo melhor artigo do ano “Instabilizações de Taludes de Enrocamentos: reapreciações conceituais”.
  • 1988 Eleito MEMBRO, ACADEMIA DE CIÊNCIAS III MUNDO, Trieste, por mais elevados padrões internacionais de contribuição à ENGENHARIA CIVIL.
  • 1988 Conferencista Especial “Barragens, Fundações e Maciços” 20° Aniv Congresso Argentino Soc. Mec. Solos, La Plata.
  • 1988 Presidente, Sessão III Obras Hidrelétricas, Simpósio Intern. ISRM, Socied. Intern. Mec. Rochas, Madrid.
  • 1988 Sócio Emérito, Soc.Argentina Mec.Solos, Buenos Aires.Conferência.
  • 1987 Prêmio MANUEL ROCHA do Governo de Portugal, láurea máxima da ENGENHARIA CIVIL no país.
  • 1987 Presidente de Honra, 8° Congresso Panamericano Mec. Solos, Cartagena, Colombia.
  • 1987 Eleito por aclamação Presid. de Honra, 12° Cong. Inter.SMFE, Associação Inter.de Mec. dos Solos e Fundações ISSMFE, Rio 89.
  • 1986 1° Sócio Emérito, Assoc.Bras. de Engenharia de Fundações (ABEF), e da Assoc. Bras. de Mec. Solos (ABMS).
  • 1985 Duas vezes eleito “ Engenheiro do Ano ” , Rotary Club. de São Paulo: ENSINO SUPERIOR, Engenharia; 1982 ENGENHARIA.
  • 1985 OPENING CEREMONY ADDRESS, 8th Southeast Asian Geotechnical Conference, Kuala Lumpur – Malaysia, Vol. 2, pp. 12-13.
  • 1985 2° LIÇÃO MANUEL ROCHA, Anual, LNEC, Lisboa, PORTUGAL.
  • 1981-85 PRESIDENTE, Assoc. Intern. de Mec. Solos e Fundações (ISSMFE).
  • 1983 Conferência DUTRON, anual, RILEM materiais, Bruxelas, Bélgica.
  • 1982 Discussões – 14th ICOLD – V. 5 (Congresso Internacional de Grandes Barragens)- R.J/Brasil – pp. 202-203, 283-284, 343-344, 367-374, 571-573, 765-766.
  • 1982 FELLOW, Institution of Civil Engineers, Inglaterra.
  • 1982 CADEIRA, Academia Luso-Brasileira de Ciências e Letras, S.Paulo.
  • 1980 MEMBRO ESTRANGEIRO, ACADEMIA NACIONAL DE ENGENHARIA U.S.A. (por contribuições especiais à engenharia de barragens).
  • 1979 Discussões – 13th ICOLD – V.5 – (Congresso Internacional de Grandes Barragens) - New Delhi – Índia – pp. 350-352, 420-422, 544-546, 666.
  • 1978 PRÊMIO TERZAGHI de melhor publicação individual 1976-78, ABMS, Assoc. Bras. de Mec. dos Solos.
  • 1977 RANKINE LECTURE, Londres BGS-ICE, sobre Barragens.
  • 1973-77 Vice-Pres. Amer. do Sul, Soc. Intern. ISSMFE.
  • 1976 FELLOW, Amer. Soc. Civ. Engrs. ASCE (Membro 1960-76, Assoc.1946-60), U.S.A.
  • 1973 Discussões 11th ICOLD – V. 5 – (Congresso Internacional de Grandes Barragens) - Madrid – Espanha – pp. 394-406
  • 1973 Eleito Sócio Efetivo, GRÊMIO LITERARIO, Lisboa, Portugal.
  • 1970-74 Vice-Pres. Amer. Sul, Assoc. Intern. Mec. Rochas ISRM (Soc. Fundador Comite Bras. Mec. Rochas 1964, Assoc. Bras. Geologia de Engenharia 1970).
  • 1966-67 Agraciado DISTINGUISHED FOREIGN SCIENTIST, National Science Foundation, USA
  • 1966 Primeiro PRÊMIO TERZAGHI da ABMS, bienal, pela melhor contribuição cumulativa à engenharia de solos no Brasil.
  • 1964-66 Presidente, Assoc. ABMS Pres.Núcleo de S.Paulo 1960-62, 1° Secretário Nacional 54-56, Sócio Fundador 49.
  • 1965 Membro, Assoc. Amer. de Ensaios Materiais, ASTM, U.S.A.
  • 1960 Membro, Sociedade de Engs. Civis de Boston, BSCE, U.S.A.
  • 1958 Sócio Fundador, Comité Bras. de Grandes Barragens, CBGB
  • 1947 Membro, Sociedade de Honra SIGMA XI ( Pesquisa Científica ) M.I.T., U.S.A.
  • 1945 Membro, Sociedade de Honra TAU BETA PI ( Engenharia ) M.I.T., U.S.A.
  • 1943 BEST ALLROUNDER ; 9° classif.. Exames Univ. INTERSCIENCE, Estado U.P., Allahabad, INDIA.
  • 1941 BEST ALLROUNDER; 1° classif. Exames Finais Secundário, Estado Mysore, INDIA.
  • JULHO 1949. Imigrou para o Brasil para abrir e conduzir a divisão de Geotecnia da Canadian-Brazilian Light and Power Co., iteração rochas-estruturas-hidráulica: atuações principais em projetos-construções dos grandes complexos hidrelétricos da Serra do Mar, São Paulo e Rio de Janeiro; estabilizações de taludes, adutoras, shafts e centrais subterrâneas, barragens ( compactadas e hidráulicas ) e controle de vibrações de dinamitagens.
  • 1951-66. Sucessivamente Chefe de Projeto, Diretor Técnico e Superintendente ( Sócio ) da GEOTÉCNICA S.A. Responsável direto por projeto-construção-fiscalização de toda a infraestrutura de maioria das grandes obras do acelerado crescimento imobiliário, industrial e energético etc..daquele notável período do Brasil. Algumas no Paraguai, Uruguai, Argentina. Centenas de edifícios; estradas, refinarias, indústrias, complexos petroquímicos, túneis, pontes. No campo de barragens foram de sua autoria pessoal todas as obras da Empresa, clientes tais como CEMIG, DNOCS, DAEE, CHEVAP, CESP, ELETROBRÁS, destacando-se entre cerca de 70 barragens, PARANOÁ, TRÊS MARIAS, FURNAS, GRAMINHA, NHANGAPI, JAGUARA, SARAMENHA, BOA ESPERANÇA, SANTA BRANCA etc…
  • 1967 em diante. ENGENHEIRO CONSULTOR, titular da VICTOR F. B. DE MELLO & ASSOCIADOS S/C LTDA, consultoria INDIVIDUAL, e em JUNTAS DE CONSULTORES INTER-NACIONAIS. Consultoria e Projetos-Piloto Orientativos em toda a gama GEOMECÂNICA, solos e rochas, principalmente para Barragens (p.ex. FOZ DO AREIA 160m enrocamento com face de concreto, recorde mundial, TUCURUÍ, EMBORCAÇÃO 157m terra-enrocamento, SÃO SIMÃO, e maioria das principais da CEMIG, ELETROBRÁS, COPEL, CESP, COMASP, DAEE etc..) e Grandes Obras difíceis de infraestrutura, METRÔS ( São Paulo, Rio de Janeiro ), Estradas ( ex. IMIGRANTES etc.. ), Túneis, Grandes Complexos Industriais (Siderurgia, Alumínio, Refinarias, Minerações e Rejeitos – Ferro, Alumínio, Nucleares etc…) e controle AMBIENTAL, escorregamentos, poluições, etc…

CONSULTOR para barragens, túneis, obras subterrâneas e problemas geotécnicos especiais. Incluiu várias obras do exterior (África, Turquia, Colombia p. ex. Barragem Guavio 240m altura terra-enrocamento, Uruguai, Argentina ex. YACYRETÁ, Hong-Kong escorregamentos urbanos etc.., Espanha, Chile, Bolívia, Venezuela URIBANTE-CAPARO da CADAFE, EE.UU., Iraque, Portugal, Tunísia, etc…).